Sistema de gestão empresarial

Quais recursos possui um sistema de gestão empresarial?

Quer ver sua empresa ficar bem mais simples e eficiente? Pense em um sistema de gestão empresarial (ERP), um software – ou até um conjunto de sistemas – que auxiliem a gerir as tarefas diárias, automatizando processos e dando uma visão maximizada das áreas, tais como CRM, vendas e financeiro, estoque e todas as outras… Tudo isto na palma da sua mão em um celular! Pois as tarefas hercúleas que envolvem o dia a dia da gestão empresarial podem ser gerenciadas de forma mais clara, organizada e mapeável com um sistema específico para isso.

Gerenciar sua empresa de forma profissional e na palma da mão é ter mais poder sobre o seu negócio. Imagine um sistema que acompanha o gestor aonde ele estiver, seja em uma visita ao cliente ou ao ponto de vendas, sendo possível acompanhar dados e estatísticas pertinentes.

Veja mais recursos de um sistema de gestão empresarial

É óbvio que qualquer sistema de gestão precisa ser alimentado de forma completa (utilizado de forma correta) para poder apresentar relatórios profícuos. Isto é fundamental!

O controle financeiro, por exemplo, facilita a vida dos gestores mas também cobra deles que saibam utilizar as ferramentas que irão centralizar os processos de gestão. É preciso aproveitar bem os recursos do sistema!

Só assim, qualquer mudança nos seus números pode ser rapidamente percebida e administrada. Em caso de ações que envolvem investimento dentro da organização, como uma campanha de anúncios, o sistema colabora na aferição de resultados.

Veja quais recursos de gestão empresarial estão presentes nos sistemas que existem no mercado:

Controle Financeiro

Conforme exemplificamos anteriormente, um sistema de gestão conta com ferramentas de controle financeiro empresarial, que dispõe de inúmeros recursos para estabelecer uma rotina de controle sistemático das finanças.

O controle financeiro cruza dos dados patrimoniais com a situação do fluxo do caixa, apresentando relatórios. A forma de fazer isso pode se dar de diversas formas. Separando-se o controle dos caixas do controle dos bancos, das contas a receber e a pagar, por exemplo.

Somente com um bom controler de finanças é possível levantar os recursos necessários para as operações da empresa. Ele deve estar sempre ciente das obrigações financeiras a cumprir, ou de linhas de crédito de menor custo na hora. Principalmente quando for realizar seus investimentos.

É preciso lembrar que, se uma empresa trabalha com metas de curto, médio e longo prazos, o controle financeiro é o caminho para a continuidade desses projetos!

Criação de orçamentos

Controlar orçamentos, vendas e ordens de serviços para gerenciar suas vendas de produtos e serviços é algo que pode ser mediado por um sistema de gestão para que sejam levados em conta e cruzados dados complexos, como por exemplo projeção de vendas, deduções de vendas e despesas variáveis, custos da produção, recursos humanos, gastos fixos e investimentos realizados ou futuros.

Alguns tipos de orçamentos possíveis são os orçamentos matricial, histórico, base zero, colaborativo ou participativo e impactado (forecast).

O sistema de gestão auxiliará a empresa a criar orçamentos que sejam sustentáveis aos negócios.

Vendas e estoque

Controle de estoque automatizado para que possa gerenciar produtos e estoque, vendas, compras, movimentações, transferências, extrair relatórios de vendas segmentados e comparáveis, avaliar fornecedores e muito mais.

Emissão de Notas e Boletos

Com um software que realize emissão de nota fiscal online, você pode emitir notas fiscais eletrônicas de produtos e serviços com rapidez e facilidade. E, a partir de qualquer lugar, para negócios online ou de um ponto de venda (PDV).

Tipos de sistemas de gestão empresarial

Os softwares podem se destacar por aspectos diversos, tais como (por exemplo) sua interface mais visual de boa usabilidade, como os softwares e sistemas operacionais mais modernos.

Com pacotes de preços que começam em 25 dólares mensais, um sistema pode ser acessível mesmo para pequenas empresas. Vamos mostrar um pouco sobre as opções mais bem sucedidas do mercado.

Business Process Management (BPM)

Muito chamado por sua abreviação – BPM -, esta ferramenta de gerenciamento sistematiza processos organizacionais complexos que são operados dentro e fora das empresas. Ela coleta e organiza informações de como os processos são executados, oferecendo melhor visualização e oportunidades de aperfeiçoamento.

A maior vantagem do BPM é a melhora contínua de processos. Ela amplia constantemente a sua eficiência e a capacidade de evolução gerencial das organizações.

No entanto, embora o BPM possa trazer inovação, flexibilidade e maior integração com a tecnologia, a ferramenta sofre críticas por eventualmente trazer maior burocracia para a organização.

Enterprise Resource Planning

Mais conhecido por sua sigla ERP, é o sistema mais comum na área financeira de empresas de todos os segmentos. Pode-se dizer que ele seja uma evolução da planilha de Excel.

Como diz o nome, seu foco principal está nos recursos gerenciados. Entre suas funções, ele garante o controle financeiro, fiscal e contábil da empresa. Consolidando dados de entrada e saída de receitas e despesas e calculando tributos em cada operação.

Normalmente, um sistema de gestão empresarial do tipo ERP é dividido em três camadas:

– Aplicação, que apresenta uma interface com processos, cadastros e formulários divididos em campos. Além de demais dados necessários para a operação da empresa;

– Banco de Dados, onde os dados gerados na camada de Aplicação ficam armazenados de forma lógica;

– Framework, a camada mais profunda na qual é possível configurar o sistema e também personalizar o ERP.


Além desta divisão, também há uma segunda separação entre os módulos departamental e por segmento.

Questões sobre o funcionamento do sistema

Na nuvem

Muitos softwares de gestão disponíveis no mercado funcionam online através da nuvem. Por isso podem estar acessíveis 24 horas por dia na tela de um celular.

Quesitos para se estudar na hora de escolher um SGE são privacidade, segurança e backup. Conte conosco para saber mais sobre as possibilidades disponíveis!

Benefícios de adotar um sistema de gestão:

Você pode ter como objetivos recolher os seguintes frutos do uso de um software de gestão:

  • Melhorar a gestão ambiental, e até a regulamentação caso caiba legislação ou fiscalização nesta área;
  • Melhorar rotina dos analistas e gestores, sistematizando suas tarefas e permitindo maior capacidade analítica;
  • Agilidade, redução de erros e retrabalho, organização e capacidade de planejamento a longo prazo.

triagem

Deixe um comentário